segunda-feira, maio 25, 2009

Alguns Vinhos de Verão


Respondendo a algumas críticas de leitores mais "sedentos" aqui deixo hoje uma proposta para vinhos de Verão, embora o tempo não deixe de fazer caretas neste final de Maio...

a) Uma viagem ao Alentejo deu-me oportunidade para passar pela Adega Cooperatica da Vidigueira, Cuba e Alvito. Nessa visita "aviei" duas caixas de branco , uma de "País das Uvas" e outra de "Vila de Frades, Reserva", ambos DOC, sendo o primeiro de 2007 e o segundo de 2005. Preços? Bem, pelas duas caixas a média deu para aí 6 euros por garrafa... sabendo que o país das Uvas (que não leva madeira) é mais barato, a 5 euritos, é fácil o cálculo.

E notas de prova? Ambos muito bons! O Reserva a fazer Jus ao segundo prémio que recebeu em concurso Mundial. Penso que será difícil encontrar o "País das Uvas" no mercado, e é pena, pois como branco fresquinho e frutado que baste, cheio de Antão Vaz, é uma maravilha para a canícula... E a grau decente (12º) aliás como o seu irmão mais velho, o que se aplaude nestes tempos em que é usual vender-se grau alcoól por vinho...Tanto em Brancos como em Tintos.

Ah, Já me esquecia... Sabendo que o Vila de Frades Rosé tinha sido considerado o melhor na relação qualidade\preço pela Revista de Vinhos, também trouxe umas garrafitas deste... E logo duas pelo preço de uma... Ou seja, cerca de 2,5 euros por cada garrafa... E é bem bom para uma Pasta, salada fria de frango, ou um escabeche levezinho!

b) Do Douro vêm os tradicionais:
- Lavradores de Feitoria Sauvignon 2007 ( entre 8 e 10 euros). Soberbo. Ora leiam a apreciação (com a qual concordo, enfim, moderando a adjectivação...):O ano ajudou, e muito! O ano foi mesmo excepcional. Na verdade, não poderíamos pedir mais. Um ano de maturações lentas e uniformes, de vinhos delicados e cadenciados. Da adega nasceu este Três Bagos Sauvignon Blanc 2007, um vinho extraordinariamente fresco e vibrante, um vinho de alegria contagiante. Frenético, preciso, cristalino, límpido, delicado e envolvente, é um branco diferente e jovial, divertido mas sério e complexo. O melhor dos dois mundos.

- Duas Quintas 2007 (também por cerca de 8 euros) - tem Viozinho, Rabigato e um pouco menos de Arinto. Está fabuloso... Com uma cor clara excelente e um aroma intenso, limpo e cremoso.

c) Verdes que baste!

- Alvarinho Soalheiro 2007 ( a mais ou menos 8 euros) - Tons de limão verde, fresquíssimo no palato.

- Alvarinho Muros de Melgaço 2007 (15 euros) - Límpido de cor palha com tons dourados. O aroma é frutado com notas de madeira e compotas . Um vinho com muita elegância e persistencia.

d) Da Bairrada:

- Aveleda Follies, Chardonnay e Maria Gomes, 2006 (8 a 9 euros ) - Um branco diferente! Talvez um pouco ácido no ataque inicial, mas depois compensa. Bom para beber sózinho, em vez de um Porto ou Madeira secos.

e) E finalmente do Dão:

- Quinta dos Carvalhais , Encruzado (15 euros) - Já um clássico da região. Cor amarelo citrina com grandes potencialidades para envelhecer, para quem gosta de brancos evoluídos...

- Quinta de Saes Reserva de 2006 - também custa caro (para branco) e é raro... Mais próximo dos 15 euros se o encontrarem... Mas é muitíssimo bom. Oram leiam sff: Primeiro, é um Dão clássico. Num patamar que o conhecimento e a enologia permitem hoje alcançar em idade mais precoce que os antigos. Ou seja, menos vistoso e exuberante de fruta que os chamados "modernos"; muito mais harmonioso e suave em tenra idade do que aqueles. O que quer dizer mais estável, num nível que aqueles só alcançam após meia dúzia de anos e com bruscas variações de perfil - de mais a menos frutado - pelo caminho...

Um comentário:

Wine disse...

Oi!Tudo bem?
Vocês que adoram vinhos, já conhecem a Wine.com.br? Somos uma loja virtual de vinhos. Estamos presentes em diversas redes sociais. Se quiser nos conhecer dê uma olhada em nosso site ou em nossos perfis no Orkut, Facebook e Twitter! Temos uma extensa carta de vinhos toda comentada por nosso sommelier. Se quiserem tirar qualquer dúvida ou quiserem alguma dica, estamos à disposição!