segunda-feira, julho 12, 2010

Arriba España!

Ganhou a Espanha este Mundial 2010 FIFA. E temos que dizer que ganhou bem. Meio-campo seguro, seguríssimo, equipa bem organizada, Jogadores muito entrosados e conhecedores das andanças de uns e dos outros,  muito trabalho de "cantera" no meio de tudo. 

Podia ter ganho a Holanda? Talvez. Mas francamente acho que ficou bem entregue esta Taça. Mesmo que haja sempre em cada um de nós aquele "bichinho" a roer a consciência na dúvida do "Não poderíamos ter sido nós? Afinal só perdemos por 1 a 0 com os Campeões do Mundo..."

Mas 1 a 0 parece ter sido mesmo a imagem de marca da selecção vizinha... Que, não o esqueçamos, eliminou também a Alemanha (por ...1 a 0). Ganhar por pouco também é ganhar. De que é que serviu meter 7 à Coreia do Norte se depois fomos eliminados?

Pode-se afrimar que a magia do futebol são os golos e que sem eles o jogo não faz sentido. Já falei sobre isso. Entre o jogo-espectáculo e o jogo-eficaz , aquele que de facto ganha as taças,  é óbvio que os "donos da bola" escolhem sempre o último...

Até ao dia em que também se dêem notas artísticas ao futebol, como nos exercícios de ginástica olímpica...

Um comentário:

Maigret disse...

Cumprindo uma tradição pessoal, atrevo-me a partilhar com os ilustres leitores deste blog a minha equipa ideal do mundial:

Guarda-Redes: Manuel Neuer (GER, Bayer Leverkusen);
Defesas: Sergio Ramos (ESP, Real Madrid), Lúcio (BRA, Inter), Carles Puyol (ESP, Barcelona), Philip Lahm (GER, Bayern);
Médios: Andres Iniesta (ESP, Barcelona), Xavi (ESP, Barcelona), Wesley Sneijder (NED, Inter);
Avançados: Thomas Müller (GER, Bayern), David Villa (ESP, Valencia) e Diego Forlan (URU, Atletico Madrid).

Mais o banco de luxo:
Stekenlenburg (guarda-redes, NED, Ajax), Maicon (defesa, BRA, Inter), Piqué (defesa, ESP, Barcelona), Juan (defesa, BRA, Roma), Claudio Soler (defesa, PAR, Boca Juniors), Sami Khedira (médio, GER, Stuttgart), Mascherano (médio, ARG, Liverpool), Mehmut Özil (médio, GER, Werder Bremen), Carlos Tévez, (avançado, ARG, Manchester City), Lionel Messi (avançado, ARG, Barcelona) e Miroslav Klose (avançado, GER, Bayern). E mais um guarda-redes: Iker Casillas (ESP, Real Madrid).
Quanto aos portugueses, só 3merecem destaque positivo: Eduardo, Tiago e Fábio Coentrão, sobretudo este, pelo qual faço aqui mea culpa, porque, sinceramente, não acreditava muito nas potencialidades do jovem jogador benfiquista (conforme, aliás, comentei aqui no blog).

Acabou o Mundial! Dos 64 jogos, vi 55 jogos na íntegra e em directo na Sport TV. Dos restantes 9, vi resumos dos lances mais importantes e os golos. De referir que estes jogos foram aqueles 8 jogos que decorrem em simultâneo na última jornada da fase de grupos e o Holanda - Brasil dos oitavos-de-final, que, por estar a trabalhar, só vi em directo os últimos 20 minutos.

Finalmente: a Espanha mereceu ser campeã, mas a Holanda ou a Alemanha também seriam campeões merecidos. Para terminar: já não posso ouvir falar em polvos adivinhos... Para mim, o melhor polvo é preparado pela Eduarda, dos Sabores Calientes, a quem presto hoje também a minha homenagem pela vitória da "sua" "la roja".

Saudações futebolísticas!