segunda-feira, junho 15, 2009

Idosos de Manique 2 - Blogger 0



Fui mais uma vez enganado... E bem enganado! Porquê? Porque me apeteceu comer sardinha assada à beira-mar...

Era noite de 12 de Junho e (tal como o ano passado) não me apercebi que se preparavam os habituais festejos de Santo António na Praia das Moitas (antiga e saudosa Praia da Rata...) ali entre o Monte Estoril e Cascais, bem à frente dos "mastodontes" que substituíram o Estoril-Sol.

O velho amigo Pica e o seu clã lá estavam a preparar a decoração própria da quadra no seu Bar de Praia - Azimut - e foi nessa altura (sobretudo ao ver os apetrechos do som) que me dei conta de que este cena me trazia reminiscências de outra parecida, há já um ano atrás... Cheio de medo da resposta ainda questionei o Pica:

" - Oh Amigo, desta vez não contrataste a malta de Manique pois não??"
" - Claro que contratei! Nem a noite era a mesma sem elas!!"

Perante a vergonha de me vir embora depois de estar sentado à mesa decidi ficar... E lá tive mais uma vez de aturar a Associação dos Idosos de Manique ( de Cima, não confundir com Manique de Baixo!) com a Ti Jesuína (para aí 85 anos bem conservados ) marchando à frente com a Bandeira da agremiação, seguida pela chefa da banda ( A Tia Francisca Cartas) e pelos restantes companheiros de desbunda.

Vinham para nos dar música e podem ter a certeza que deram ... E desde as 21.00H até à Meia-noite... E foi necessário dizer-lhes que se calassem, senão ainda lá estariam hoje.

O que se ouviu foram "pérolas" do nosso cancioneiro popular (para não dizer outra coisa) como a "Mete na Garagem da Vizinha", "Bacalhau quer Alho", "Deixa-me ir à Cozinha" e outras que tais... Nos intervalos da chinfrineira era tudo chamado para dançar com a terceira idade de Manique (de cima) desde o Vira, até ao Malhão e por aí...

Ora está um gajo a apetecer-lhe sardinhas com sangria e umas febras, aproveitando a brisa do mar, e sem mais nem quê leva com a Ti Jesuína em cima ?? (Salvo seja ! Cruzes Credo!"!)

Está mal! Depois não se queixem que o negócio das esplanadas anda pelas ruas da amargura... Por mim, e enquanto me lembrar do que por lá passei nessa noite, não ponho lá mais os pés em dias de festa!

Podem ter a certeza! A não ser que para o ano que vem me esqueça outra vez...


Nota: Na fotografia vê-se o cuidado com que a Freguesia de S. Pedro de Penaferrim (a que pertence Manique de Cima) trata o velho chafariz da aldeia! Alargaram a estrada, mas não mexeram no Chafariz, e ele lá continua, agora no meio da via, "alegrando" todos os automobilistas que por lá passam à noite com dois ou três copitos no bucho...

2 comentários:

Anônimo disse...

Pois! Um preto de cabelo loiro ou um branco de carapinha não é natural...Se fosse comer uma "picanha" ou melhor, uma "maminha", provávelmente, ouviria música brasileira. Agora nos Stos Populares a comer sardinha não estava concerteza à espera de assistir a um concerto da Diana Krall ou da Beyoncée. Penso eu de que...Isso, talvez, no Gambrinus... Por amor de Deus!?!...
Zé Manel Silva

GDR Manique de Cima disse...

Deus queira que um dia chegues à idade da Ti Jesuína, á qual eu chamo avó, e teres a vida que ela tem. Certamente curte a vida agora que pode.....
Bem haja.