quarta-feira, novembro 19, 2008

A Tia Manuela e a "Alternância Democrática"

Pois pareceria que a Tia Manuela teria comido algo que não concordou com ela (com o seu intestino, para ser mais preciso).

Então aquilo diz-se minha Senhora? Seis meses de Ditadura e depois mais seis meses de Democracia...Eu próprio sou pela saudável alternância Democrática, mas assim também acho exagero!

E tenho uma dúvida... Quem é que "organizaria" os primeiros seis meses? Talvez pelo método da moeda ao ar...

Estou já a ver a coisa. Nos primeiros seis meses organizados, por exemplo, pelo Tio Jerónimo, abafavam-se uns mânfios da direita no Campo Pequeno, fechava-se a TVI e a SIC , deitava-se fogo à Editora do Público, nacionalizava-se a Banca e o Tio Belmiro.

Nos seis meses seguinte nada se fazia (era a democracia, discutiam-se as medidas anteriores).

Nos outros seis meses a seguir era a vez do Paulinho das Feiras controlar o Barco: Privatizava-se o Tio Belmiro, fechavam-se uns gajos da esquerda no Campo Pequeno , anunciava-se uma tournée nacional de conferências pelo Ex Presidente Georges W. Bush (dívidas antigas...), nacionalizava-se o Expresso para que o 1º Ministro o pudesse dirigir (anseios antigos...) e à Banca nada se fazia por que dava jeito a nacionalização.

Nos seis meses a seguir nada acontecia, excepto a discussão sobre as medidas anteriores.

A seguir era a vez do Dr Louçã exercer o músculo... Os portugueses que pudessem piravam-se para Espanha. Os outros que cá ficavam eram arregimentados para a reforma agrária e a das pescas. Todos os Jornais eram fechados. As televisões unificavam-se debaixo da sigla TVPUIS (Televisão do Portugal Único e Indivisível Sempre). O futebol era nacionalizado. Os casamentos de Santo António passavam a ter duas versões , a normal e a Gay. Os banqueiros e industriais eram fechados no Campo Pequeno.

Nos seis meses seguintes, nada...A não ser a queixa e pedido de indemnização compensatória à Provedoria de Justiça , feita pela Sociedade gestora do Campo Pequeno , com base no facto de nenhum touro querer lá entrar agora depois de ano e meio de desbunda e poluição da arena...

Acho que já perceberam como isto funcionaria...

2 comentários:

Manuel disse...

Manuela disse...

... o que parece não ser aquilo que queria dizer. Estratégia doméstica, digo eu: Quer emudecer a oposição interna!
Pior será quando disser aquilo que quer dizer, se é que vai ser capaz disso. Temo, no entanto, que seja um dado adquirido que existe um gap intransponível entre o que pensa e a expressão do que pensa.
As Corporações exultam!
(in blog "discussaopura")

Fernando Bernardo disse...

Não posso concordar com a "receita" sugerida - mesmo num registo irónico - pela Dra Manuela, nem com os "condimentos" do blogger.

Então, por analogia, posso inferir que em Portugal há partidos democráticos (PS e PSD) e os outros. Bem sei que o contexto e responsabilidade das declarações de ambos é diferente, mas…

Sobre as alterações verificadas no fenómeno migratório (imigração/emigração), além de merecerem uma leitura mais abrangente para aferirmos o saldo, não fechem os olhos ao fluxo em crescendo de compatriotas que se vêm "obrigados" a procurar outras paragens. E não preciso de consultar os registos consulares: verifico-o no terreno, diariamente.