sexta-feira, agosto 03, 2007

Selo em Cortiça


Esta aventura aparentemente "doida" parece que está a dar resultados...

Eu explico, através da Assembleia da República e do seu Presidente foram os CTT convidados a celebrar a "Preservação do Montado e a Defesa do Sector XCorticeiro " actividade onde Portugal é Leader Mundial e da qual - paradoxalmente - se fala relativamente pouco.

Podíamos ter avançado para uma emissão filatélica normalíssima, extra-plano, comemorativa deste assunto.. Mas..

Ao contrário, começámos a pensar em fazer mesmo um selo em cortiça, novidade mundial absoluta que - sem dúvida - faria ressoar por esse mundo filatélico a evocação deste sector.

Após muitos estudos e contactos com impressores e fabricantes de matéria-prima conseguimos obter uma solução satisfatória na CARTOR por serigrafia e utilizando papel de cortiça de dupla face pré-gomado, em fabrico especial de uma empresa francesa...

Tenho pena de não haver fabricante português deste material especial, mas é mesmo assim... Nós fazemos o "grosso" e os outros agarram nele e fazem o "fininho"...
OBSERVAÇÃO de 29 de Novembro de 2007 - Quem afinal fabricou o Papel utilizado nesta Emissão foi a Empresa "Sá Rosas" de Paços de Brandão. E ainda bem que mantivemos em Portugal essa funcionalidade!!

Até tenho vergonha de lhes dizer o preço destas folhas de cortiça... Mas é apenas uma vez e acho que merece a pena só pelas contrapartidas publicitárias .

Desta forma, se tudo correr como esperamos, lá teremos o lançamento com pompa e circunstância na nossa Assembleia da República na data em que o Grupo de Trabalho responsável pela Fileira da Cortiça apresentar as suas conclusões ao Plenário, lá para o final do ano.

E talvez com a hipótese de um selo Corporate para o Natal... Do Grupo Amorim pois então!

5 comentários:

Anônimo disse...

O selo em cortiça mereçe da minha parte os maiores aplausos, não só por Portugal ser o mais produtor de cortiça, mas também pela alusão a proteção aos montados.
Mas, mais um selo corporate????
Parece que os CTT descobriram mais um mina de ouro. O desrespeito pela filatelia continua ... até quando?

Leal e CRÓ disse...

Aqui está mais um comentarista que se esconde por detrás do aaaaaanonymous dos coleccionadores mais parecendo um a característica do português com medo da "pide". Deve ser por certo um brincalhão de "selos-postais.c.." que de tão ignorância e falta de substrato nada acrescentam ao tema. Como dizia um antigo Presidente da FPF (Manuel Marques Gomes, já falecido); deixái-os pois são brincalhões e infantis!

Rui Pedro Soares disse...

Penso que é uma excelente ideia esta do selo em Cortiça depois de outros países terem experimentado outras formas, selosa com cheiro, selos de madeira, caso do recente italiano. Mas a razão do meu post é outra... Colecciono ATM/ etiquetas e tenho verificado algumas variantes, nomeadamente deslocamento de cores, que em alguns casos conduzem por exemplo à duplicação da palavra Risco . Na minha página http://ruipedrosoares.no.sapo.pt, com a ajuda de outros coleccionadores tenho um estudo de variantes, contudo não chego a uma conclusão....... a que se deve de outros coleccionadores

Rui Pedro Soares disse...

gostava de rectificar a parte final
Na minha página http://ruipedrosoares.no.sapo.pt, com a ajuda de outros coleccionadores tenho um estudo de variantes, contudo não chego a uma conclusão.......
....... a que se deve??????

Anônimo disse...

Quero informar que o papel de cortiça saiu de de um empresa nacional que se chama SA ROSAS S.A.
tambem fico muito contente de os CTT terem se lembrado do nosso sector corticeiro .meus parabens .
eduardo macedo