terça-feira, janeiro 08, 2013

Um Bico de Estrela? Ou uma Estrela no Beco?

Conotações faunísticas aparecem logo que se lê o nome do Restaurante que hoje aqui quero apresentar...

A Toupeira "Bico de Estrela" ou "Focinho de Estrela" é um animalóide esquisito,  para aí  de 20 cm,  que habita nos USA e Canadá e que utiliza um estranho apêndice estrelado  na ponta do nariz  para captar sinais das suas presas, tal e qual como se fosse uma espécie de Radar ou de Sonar...

Vejam aqui sff uma fotografia da criatura e mais uma "biografia":
http://brunomichael.wordpress.com/2009/04/14/toupeira-do-bico-estrela/

Como se parte daí para chegar ao nome de um Restaurante, em Massamá? Não sei e ninguém me esclareceu...Mas vamos a dados da aventura em terras Passianas (não vá essa circunstância retirar-lhes o apetite...A mim quase que tirou).

Restaurante Estrela do Bico
Av Azedo Gneco Lt61, Lj B
2745-724 Massamá
 Tel: 214 375 993

N38º45´14.96"
W9º16´55.62"

Como se chega  a este local? Faz-se azimute para a Igreja de Massamá. Parando o carro por perto o melhor será  perguntar a algum habitante - se for possível encontrar algum durante o dia, conhecida a vocação da terra para "dormitório"...

Lá chegados (podem reservar que a casa é pequena) damos conta que estamos num local onde se pode manjar cozinha tradicional brasileira, africana e portuguesa.

Parece-lhes "fartura a mais"? Visto de um certo prisma , sim. Mas por outro lado aproveita-se ter uma oferta diferenciada num único local... O que me fez um pouco de confusão foi antecipar como uma cozinheira (ou duas) pode dar conta de cachupas, moambas, cozidos à portuguesa e ainda rodízios... Tudo ao  mesmo tempo...

Reparem na carta:
Entradas -  Cogumelos recheados no forno, Cogumelos "Al Ajillo", Linguíça estufada,Carne de coentrada,Mexilhão de vinagrete, Polvo de vinagrete, Ovos de cordoniz, Farinheira de barrancos, Carapauzinhos de escabeche, Camarão frito ao piri-piri, Ovos mexidos com farinheira, Peixinhos fritos (carapauzinhos e petinga), Pica pau de vitela. Especialidades Africanas -Lombinhos com molho de manga,  Camarão com molho de manga, Camarão com quiabos, Feijoada de gambas à Moçambique, Muamba, Cachupa, Camarão da preta, Combinado africano, Caril de amendoim.
Carnes e Grelhados - Maminha fatiada ao alho, Picanha fatiada ao alho na tábua, Nacos de picanha e maminha guarnecidos,  Bife de vitela na pedra, Espeto do rodízio brasileiro,  Feijoada brasileira,  Espetadas diversas, Lombinhos + salsicha na brasa,  Picanha + salsicha brasileira, Lombinhos com migas.

E ainda Pratos do dia, com o tal "Cozido" , "Galinha de Cabidela", "Cabrito Assado"...

Que tal para uma cozinha que não chegará a ter 20 m2?

A sala é aprazível, bem decorada. Casas de banho limpas e bem arranjadas. Amesendação mais ou menos - estamos um pouco apertados, que a casa é pequena como já referi. Guardanapos de papel podem ser substituídos a pedido pelos convencionais e canónicos panejamentos.

Carta de vinhos limitada.  Como vantagem uma promoção de um  bom Tinto do Douro DOC,  D. Estela 2009,  a preço razoável (11,5€).

Bebeu-se um branco de Pias (fresquinho será o melhor adjetivo);  seguiu-se para 2 garrafas do tal Tinto duriense (bom sem reservas). Entrou-se por 5 entradas, bem apaladadas (cogumelos, grão de bico, linguiça, carne de coentrada, mexilhão, ) e nos "finalmente" deu-se conta de uma cachupa (quem a comeu louvou), de um caril de amendoim (bom , sem deslumbrar) e duas doses de galinha de cabidela (que pareceu ser de gabarito médio).

Preço para 4 impetrantes, com os inevitáveis cafés , mas sem "digest nem sobres" : cerca de 90€.

Conclusão: vale a pena experimentar. A mão de forno (ou de tacho) é morena, o que faz pensar que será para ali para os sabores dos  trópicos que teremos mais sorte nesta mesa. 

Resta o problema de algum possível "mau-encontro" , com o lar do atual 1º ali tão perto, quase nas traseiras...

Um comentário:

Vasilievna disse...

Perante a ideia de comer em Massamá, só me ocorre Mário Quintana: "O que tem de bom numa galinha assada é que ela não cacareja".