quinta-feira, abril 12, 2007

E Agora Senhor Primeiro Ministro?


Lembram-se todos da Grande Série da BBC "Yes Minister" e depois "Yes Prime Misnister"?

Ao ver ontem a Entrevista de José Sócrates à RTP e RDP vieram-me à memória esses episódios ( que segundo se diz eram os favoritos da Dama de Ferro Margaret Thatcher).
"Perdido por não falar" e depois "Perdido por falar" (por isso escolhi a fotografia do Hon. Jim Hacker a tapar a boca) parecia ser o lema do nosso José Sócrates durante esta crise...
Na minha opinião o 1º Ministro falou ontem demais sobre este assunto.
Não deveria sequer ter aberto a boca, mas sim entregue a terceiros a investigação do assunto.
Ele tem de se colocar num plano superior de quem se preocupa com a Governação e com o Déficit, e não à procura de rabo para o ar (salvo seja) de facturas e recibos com 12 anos de idade...
Tratar um Engº Técnico por Engº é crime? Não tenho moralidade para o afirmar, logo eu que - quando me correspondo com gente de respeito - os trato invariavelmente por "Doutor" por extenso e não abrevio para "Dr"...
Dizer que é Engº sendo apenas Engº Técnico (parece que é o que Sócrates seria na altura do famoso CV da Assembleia da República) é crime? Enfim, na vida de todos os dias, socialmente, acho que não... teríamos que provar que o fez para disso obter dividendos reais... e mesmo assim parece-me levar longe de mais o rigor da linguagem.
Num documento da Assembleia da República fazer a mesma coisa também não tem importância? Aí já acho que tem de facto importância...Não se pode nem deve alterar a informação dada a um Empregador . A verdade acima de tudo. Talvez por causa disso o próprio Sócrates tenha tentado emendar o erro inicial (daí aparecerem dois docs..).
Mas.. fê-lo logo na altura, como ontem disse, ou ...mais tarde, muito mais tarde?
Não sabemos e por isso confiamos (ou não) de acordo com o que sentimos pela pessoa e pelos seus valores.
E aqui é que bate o ponto: provavelmente nenhum membro do PSD,CDS,BE, etc.. ficou convencido do que disse Sócrates, mas também - com igual probabilidade - nenhum membro do PS deixou de acreditar nele...
Sendo assim por que é que falou? Perguntarão alguns..
É que quem ganha as eleições é uma massa cinzenta e anónima que hoje vota PS e amanhã PSD...
E, para essa massa de indecisos , na minha opinião, o PS e o Governo perderam alguma credibilidade com esta história: seja ou não tudo mentira o mal já estará feito...
E será ainda pior até ao fim desta Legislatura. Duvidam?

Um comentário:

Zé disse...

Imaturidade,ambição desmedida,trapalhada,sistema karaoke,das carreiras políticas, efectuadas no seio da partidocracia reinante, neste País.
O Primeiro-ministro, quer se goste ou não foi eleito pelo partido que venceu as eleições.
A condição necessária para ser primeiro-ministro, não exige uma licenciatura, a qual sòmente dá certas ferramentas, que poderão ser ou não bem utilizadas no desempenho duma actividade Profissional, ou não.
Há partida quem domina mais ferramentas poderá desempenhar melhor as funções, o que não é garantia de nada.
Há milhentos exemplos de Homens e Mulheres que foram Grandes em várias actividades sem um grau académico elevado(Políticos,escritores,investigadores,inventores,empresários...)
Quem não deve não teme,mas quem se faz passar por aquilo que não é, é no mínimo pouco recomendável. É tudo uma questão de carácter, mas como na política à Portuguesa, que me perdoem aqueles que estão nesta nobre actividade com espírito de SERVIR e não SERVIREM-SE( serão como os corvos brancos?), é uma Representação Pegada, o aonde, o papel na cena das trocas e baldrocas, é aquilo a que todos os dias assistimos.
Mentir é um hábito endémico,basta ver as contradições quer de análise, quer de afirmações e Promessas?!!!! ,o que é preciso é estar na Ribalta, é estar lá no PODER.
Quem está no poder come os outros cheiram...afirmação de um autarca, que cada vez, mais se confirma.Cidadania? o que é isso?
Não tenho nada contra ou a favor? que o Primeiro-ministro tenha ou não Licenciatura,Doutoramento ou MBA? Por experiência dúvido muito das capacidades realizadoras dos Prof´s Universitários,muita teoria, muito estatuto,muita publicação(trabalho em equipa?!), muita análise, muito afastamento da realidade Empresarial e meio-envolvente,pouco empreendorismo,pouco sentido de risco,pouca mistura com o meio concreto aonde as actividades se realizam, muita Cátedra e poucas Obras( que me desculpem aqueles que são o contrário, as excepções só confirmam a regra). Basta ver a ligação da Universidade ao meio-envolvente(insuficiente no mínimo).... muita parra e pouca uva, além de muita hipocrísa,lembro-me do debate sobre o Ensino Superior privado,mimos no final.
Tudo isto para dizer que o primeiro-ministro, ficou muito mal na fotografia, procurando convencer e também os comentadores ( há que salvaguradar o emprego),foi no meu entender patético,tal com afirmou António Barreto.
Será fruto de uma época? ou nos partidos( PS e PSD) para se ser Ministro tem de se ter canudo? Já ouvi esta há muito tempo, salvo erro entre 92 e 96, em que alguém teria dito, que para se fazer carreira no partido e ter acesso, a aspirar a certos cargos, é necessário ser-se DR. no mínimo,daí a regresso em força de alguns "delfins" da época ao Ensino Superior(estão na ribalta política políticos que na vida não fizeram outra coisa ao que parece ,o será mesmo assim?)....terá sido esta a verdadeira razão do Primeiro-ministro?!
Como consiliar, o queimar pestanas com a actividade governativa?ir às aulas?trabalhos? prestar provas?equivalências?
Isso não é problema que o estatuto não resolva.
Terá sido assim?
Não será sòmente a ponta do Iceberg?
Primeiro-ministro José Sócrates, o povo português nas eleições deu uma maioria absoluta ao PS e o senhor como secretário geral foi eleito primeiro-ministro.
Ninguém quis saber se o sr. era DR. ou outra coisa qualquer.Só se faz parte da sua personalidade ou caracter? Será?
Aprender com os erros é uma grande escola. Se aproveitou facilidades, e o seu percurso não foi o mais curial assuma-o.
Não pocurem tapar o sol com a peneira?
Assisti a afirmações que para quem frequentou uma Universidade Pública,embora seja há mais de 30 anos e deu aulas também ,que o seu processo foi igual ao de qualquer outro aluno?! são muito estranhas...Há limites,mesmo para o Primeiro-ministro.
Cumpra com os compromissos que assumiu quando foi sufragado no programa do PS pelo povo Portugês.
( São sempre os outros que tem a culpa do estado na Nação,governação?Estava tudo muito mal...como é que o enganaram?Ingénuo? e não há responsabilidades reais?
Foi eleito porque as pessoaas estavam fartas de baldrocagem....)
Que neste momento não está muito bem na fotografia não está.
Como isto é um país de brandos costumes e outros valores mais altos se alevantam a ver vamos?!
Tudo ao molho e fé em Deus. O tempo tudo cura?
Apertar com eles, força?
O garrote ainda está largo?Temos de dar exemplo? Reformar é preciso.
Certicar,é preciso mostrar à U.E. que Portugal não é um país pequeno.Orgulho Nacional.Há isto é do Salazar(Fascismo nunca mais)....o que que virá a seguir? a ver vamos cenas dos próximos capítulos. Yes Minister