quinta-feira, outubro 07, 2010

O Intervalo a meio do "Filme"

Há quem goste...Eu não. Pode ser que o aprecie mais naquela altura da minha vida em que já não aguente a próstata...

Pois em termos da PORTUGAL 2010 estamos também " a meio do filme". E como hoje tive de vir ao verdadeiro escritório pôr a escrita em dia, aproveitei para passar por aqui.

Balanços do evento faremos todos mais tarde.
De momento gostaria apenas de referir dois ou três pontos:

a) O stress da "Visita Presidencial"  (que se realizou a 1 deOutubro) arrasa qualquer um, mesmo aqueles que são useiros e vezeiros nestes contactos com os grandes e poderosos.

A diferença - e que grande é ela - está em que esses contactos que tenho feito várias vezes por ano, são na esmagadora maioria dos casos em "casa" deles, dos Grandes, ou em locais onde eu próprio sou "convidado", e não num espaço que coordeno e do qual sou responsável a todos os níveis, incluindo a segurança...

E o timing da operação??!! Sabendo que a caravana presidencial demora x minutos a chegar e que o PR não espera por ninguém (os outros é que esperam por ele) e que está um Ministro a falar no Auditório, correndo o risco de o termos que mandar calar para ir a correr postar-se diante da viatura de Belém...

E o percurso a pé estará vedado e seguro?  E as portas desimpedidas? E os Operadores Postais e Comerciantes estão nos seus stands à espera de saudar o Presidente, eles que também foram convidados para a sessão do auditório, iniciada exactamente 35 minutos antes do ETA (estimated time of arrival)  presidencial ?   E por aí fora...

Mas adiante porque "ele há coisas" de que não posso aqui falar, e as medidas de segurança são uma delas.

b) Quanto a Público, devo dizer que os primeiros dias  (e o feriado do dia 5) correram muito bem. No Stand CTT,  ao 3º dia de Vendas já tínhamos batido o recorde de vendas total da última grande exposição realizada em Lisboa, a de 2003 , comemorativa dos 150 anos do 1º selo português.

c) Como ponto mais negativo refiro  a falta de mais publicidade. Mas o dinheiro teve de ser esticado e acabou por não chegar a todos os lados onde seria necessário...É a Crise .

Por dentro da PORTUGAL 2010 tive ainda de organizar e liderar a Assembleia Geral da UPU\WADP e o seu Fórum especializado.E  servir de "estalajadeiro" a 27 altos funcionários de todo o mundo nos intervalos dos 3 dias de trabalho...O que me valeu foi o "treino" de muitos anos nos comes e bebes e os bons conselhos dos meus mestres Quitério e David.

O meu trabalho diário era  ( e é) completamente eclético: desde andar com mesas às costas para o stand do Quirguistão (onde o meu  colega trabalhador dos correios  me compensou com um chocolate local. Não,  não o comi. Acham que sou maluco?); até tomar conta da bébé da Anne-Marie (da Cartor) que não conseguiu arranjar babysitter por uns dias a tempo inteiro aqui em Lisboa; ou discutir com o nosso Despachante os 120 euros que queria cobrar à minha colega de Marrocos por um simples despacho de 5 dias; ou ainda berrar com a  D. Edma da AIP por não estar pronto a  tempo e horas o stand da Imprensa; ou tratar de arranjar transporte para um comerciante espanhol fazer a "rua e meia" que separa o Pavilhão do seu Hotel , com 140 kg de material às costas, já que não havia taxi que quisesse fazer esse pequeno percurso...

Ah! Já me esquecia! Pelo meio disto tudo as reuniões de trabalho com a Republica da Coreia e a  Tailândia para as Emissões Conjuntas que vamos fazer para o ano...

Estou completamente arrasado...

Mais tarde falaremos do resto e haverá tempo para o Rescaldo. Uma coisa posso já afiançar: logo que isto acabe vou enfiar-me na Beira Alta uma semana e não levo telemóvel. E se o tempo estiver de feição meto um colchão na Adega! E comemos lá o cozidinho!

4 comentários:

Anônimo disse...

Caro Amigo
Queria aproveitar para lhe dar os parabéns pelo seu excelente trabalho, fui um dos felizardos que teve a oportunidade de visitar a exposição, como era um domingo tive que levar o meu filho e fiquei agradávelmente suupreendido quer pela qualidade dos expositores e pelas magníficas peças expostas, assim como, não menos importante pelo menos para mim da existência de um serviço de acompanhamento das crianças com actividades (testadas pelo Jr.)que me garantiu serem divertidas e instrutivas (a prova é que para o tirar de lá não foi fácil). Voltando à exposição devo primeiro referir que foi uma experiência totalmente nova para mim pois é um meio do qual só houvia falar e nunca tinha vivenciado, o ambiente de paixão pela Filatelia que se vivia dentro do pavilhão era contagiante e despertou-me a curiosidade para coisas como o "Passaporte" os "carimbos" as "edições especiais", "comemorativas" ou seja descobri um mundo novo o que na minha idade é uma benção.

Por tudo isto muito obrigado

Um Abraço


Paulo Mendonça

Maigret disse...

Caro Blogger,
O senhor e toda a equipa envolvida no Portugal 2010 merecem realmente o reconhecimento pelo execelente trabalho desenvolvido. Parabéns!
Já visitei a Exposição duas vezes: a primeira, no Sábado, mais rápida pra visita dos stands expositores; a segunda, ontem, para ver as exposições propriamente ditas. Demorei cerca de 3 horas (tive que depois ir retemperar forças para o Peter café Sport) e ainda lá tenho que voltar, porque entre os milhares "frames" da exposição, escaparam-me dois temas que me interessam particularmente e que só em casa descobri no catálogo: "Ethiopian postal history: 1895-1936", 2303 a 2310, e "The Danube: Europe's river of des destiny, 3014 a 3018.
Bem haja!

Maigret disse...

A pressa com que escrevi e enviei o último comentário resultou em erros inadmissíveis. Por isso, agora, devidamente corrigido, aqui vai o que queria dizer:
Caro Blogger,
O senhor e toda a equipa envolvida no Portugal 2010 merecem realmente o reconhecimento pelo excelente trabalho desenvolvido. Parabéns!
Já visitei a Exposição duas vezes: a primeira, mais rápida, no Sábado, para visita aos stands dos expositores; a segunda, ontem, para ver as exposições propriamente ditas. Demorei cerca de 3 horas (tive depois de ir retemperar forças ao Peter Café Sport) e ainda lá tenho que voltar (à exposição, claro), porque entre os milhares de expositores, escaparam-me dois temas que me interessam particularmente e que só em casa descobri no catálogo: "Ethiopian postal history: 1895-1936", 2303 a 2310, e "The Danube: Europe's river of des destiny", 3014 a 3018.
Bem haja!

Anônimo disse...

o senhor Presidente da Republica infelizmente tem uma pancada por segurança... já nos tempos em que era Primeiro Ministro se deslocava em carro blindado...

Pena pois até simpatizo com ele e dá gosto ver quando ele interage com o povo, nota-se que é um de nós