terça-feira, março 31, 2009

O Zé não perdoa e ...contra-ataca

Antes de mais, gostei da forma como a corrupção ou melhor o crime de colarinho branco é abordado.
Não é o ladrão de casaca ou sem casaca que me aflige ou angústia, é a inépcia ou "inabilidade", ou não cobertura, ou falta de meios que o Sistema Judicial revela para lidar com este tipo de criminalidade.

Que a meu ver, deveria estar em lugar prioritário, para salvaguarda, ou melhor criação efectiva de um estado de Direito e não de Faz de Conta ( só a arraia miúda é que é responsabilizada, o resto é um ver se te avias que tenho pressa?).

Como vão querer regulamentar e criminalizar os actos, que despudoradamente assumem depois de prescritos, ou comportamentos de enriquecimento seu causa , ilícito,à custa da coisa pública, se se iriam Responsabilizar e eles próprios? Como seria? Se o tráfico de influências, a corrupção e o parasitismo, que é uma forma de vida de muita gente ligada aos corredores do Poder?Ser Juiz em causa própria?

Nunca o dito "o Poder corrompe" foi tão evidente? Só não vê quem não quer. Transparência, Responsabilidade, Responsabilização, Merito, Competência, Rigor,Combate ao Tráfico de Influências, Combate à Corrupção e ao Crime de Colarinho Branco, Criação efectiva de um Estado de Direito, livre acesso à Justiça, Justiça para Todos,uma Sociedade mais livre e mais Solidária e menos assiméticra, igualdade de Oportunidades e muitos outros slogans com que nos vão enchendo os ouvidos.

Depois o enquadramento de João Cravinho não passsa. Se passasse é que seria de admirar?Vejamos como é nos outros lados, só titulo de exemplo, caso Maddof, caso do monstro Austríaco, Gestores obrigados a devolver prémios.... e por cá....Paroles, palavras, tretas....é só para entreter que vem aí eleições.....ISTO É QUE VAI UMA CRISE.....mas como roubar uns milhões e sair impune....próximo livro a ser editado....venha cá para o Burgo e oportunidades não faltarão....com Casaca, ou mesmo sem ela desde que bem relacionado...

QUO VADIS DOMINE?

Comentário: Se até o Presidente da GM - um país dentro do país - se demite por "amável sugestão" presidencial...Por cá, se calhar era convidado para se sentar nalgum Conselho Consultivo Bancário (Cruzes credo!!)

Um comentário:

José Eugénio M. Pereira da Costa disse...

Os Juizes não ajuizam porque as leis, segundo eles, não lh'o permitem...e o Poder do Político, diz q'a "culpa" é ...de quem é a culpa? Já estou como o "outro". É a vida. Outro Zé.